Party: Rødhåd x Dexter

> >

Party: Rødhåd x Dexter

Bilhetes à venda apenas na noite do evento.
Tickets only available at the door.

Sempre suspeitámos que por detrás da impenetrável barba ruiva, do cigarro enrolado no canto da boca e do sorriso tranquilo de RØDHÅD, se encontra algo mais do que um espantosamente eficaz DJ de techno. O novíssimo álbum ‘ Anxious’, que vem até nós promover, pouco mais de um mês após o seu lançamento, é a confirmação das suspeitas. Algo surpreendente, afasta-se das pistas de dança e aposta em ideias mais experimentais. Menos surpreendentemente, demonstra de forma assertiva a sua inclinação e habilidade na criação de uma experiência atmosférica e imersiva para quem o escuta, que sempre assomou nos seus sets e que já eram entrevistas em trabalhos como ‘ Kinder Der Ringwelt’ e ‘Söhne der Erde’. Este seu álbum de estreia é, no fundo, a banda sonora perfeita para o mundo distópico a que Rødhåd sempre aludiu no seu trabalho, mas cuja visão faltava concretizar. Claro que aquilo que se espera do seu regresso ao Lux é mais uma lição do techno envolvente e cinético que o tornou num dos preferidos do nosso público. Mas fascina-nos a antecipação de perceber o quão estratosférico o seu som se tornou.
- Nuno Mendonça


\\ ENGLISH //


We´ve always suspected that behind his impenetrable red beard, the rolled up cigarette hanging from his mouth and the easy-going smile of Rødhåd, there was more than a stunningly efficient techno DJ. His new album‘ Anxious’, which he comes to promote among us little over a month after his release, confirms the suspicions. Somewhat unexpectedly, it steps away from the dancefloor and gambles on more experimental ideas. Less surprisingly, it amply demonstrates his inclination and skill for the creation of an atmospheric and immersive experience for his listeners, which was somehow always underlying in his sets and which became more apparent in works like ‘Kinder Der Ringwelt’ and ‘Söhne der Erde’. This debut album is, after all, the perfect soundtrack to the dystopian world at which Rødhåd has always alluded in his work, but whose vision was still not fully realized. Of course that what´s to be expected of his return to Lux is another lesson in the engrossing and kinetic style of techno which made him one of our audience´s favorites. But we are fascinated by the anticipation of comprehending how stratospheric his sound has become.
- Nuno Mendonça